Seu filho faz xixi na cama? Saiba mais sobre Enurese Noturna

xixi-na-cama

O famoso “xixi na cama” é um problema na vida de muitas mães com filhos pequenos. Inclusive, é queixa frequente em consultas com pediatras. Mas será que esse problema é normal?

Até qual idade é normal fazer xixi na cama?

Deixar de fazer xixi na cama, depende, sobretudo do controle dos esfíncteres (como uretra e ânus). É normal que o controle dos esfíncteres para urina e fezes apareça entre 2 e 4 anos de idade. Isso varia de acordo com os marcos do desenvolvimento alcançados pela criança (como conseguir andar, se sentar com estabilidade, tirar e vestir a roupa etc.).

A partir dos 5 anos, se a criança não tem esse controle, deve-se começar a pensar em alguma alteração. Uma das possibilidades é a Enurese Noturna. Ela ocorre quando a criança desta idade perde urina involuntariamente, fazendo xixi na cama com frequência. Nesses casos, algum tratamento pode ser necessário.

É comum a criança fazer xixi na cama depois dos 4 anos?

A enurese noturna tem prevalência de 15% em crianças de 6 a 7 anos e tende a ir diminuindo ao longo dos anos.

Como devo lidar com meu filho que tem Enurese Noturna?

  • Não castigar: primeiramente, é fundamental que os responsáveis pela criança não briguem com ela por causa do xixi na cama. Essa repreensão pode agravar o problema, gerando mais ansiedade, estresse e angústia.
  • Não acordar a criança a noite para fazer xixi: este é outro hábito polêmico. Embora seja uma estratégia que evita o xixi na cama em si, pode ser prejudicial pela interrupção do sono. É enquanto as crianças dormem que os hormônios do crescimento atuam e onde há a recuperação do corpo.
  • Reduzir ingestão de líquidos no período da noite: o ideal é não oferecer muitos líquidosa partir de 4 horas antes da criança dormir. Além disso, antes de deitar, é importante levá-la ao banheiro.
  • Entender e melhorar os hábitos da criança: é preciso fazer um estudo da quantidade, dos horários e do tipo de líquidos que a criança ingere. Por exemplo: refrigerantes, bebidas cítricas e achocolatados podem irritar a bexiga e fazer com que ela se contraia, o que aumenta a vontade de fazer xixi.
  • Programar idas ao banheiro: isso significa levar a criança para fazer xixi a cada 2 ou 3 horas. Nesse caso, deve-se procurar ajuda do(a) professor(a) da escola para que isso ocorra em todos os ambientes que a criança está.
  • Estímulo e reforço positivo: outro passo de extrema importância é encorajar a criança a manifestar quando está com vontade de ir ao banheiro e reforçar positivamente quando a criança obtém êxito.

A fisioterapia pélvica pode ajudar?

Através da fisioterapia pélvica, o profissional consegue avaliar o padrão da musculatura responsável pela micção. O problema é avaliado e são feitas sessões de fisioterapia direcionadas para resolver essa questão. Como as crianças são muito espertas, elas rapidamente aprendem a controlar esses músculos com a ajuda do(a) fisioterapeuta. Assim, de forma lúdica e adaptada, é possível se livrar do problema do xixi na cama.

Por Júlia Antunes, Fisioterapeuta do Instituto Villamil.

Instituto Villamil oferece acompanhamento especializado com equipe de fisioterapia e pediatria para ajudar nos casos de crianças com Enurese Noturna.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente ou deixe um comentário para saber mais.

Siga a Dra. Júlia Antunes no Intagram para saber mais um pouquinho seu trabalho no Instituto Villamil.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat