Uso do vácuo extrator no parto

vácuo extrator

Se, por algum motivo, o bebê ficar preso no canal do parto, o uso do vácuo extrator pode tirá-lo de uma situação difícil. Saiba mais sobre o uso do vácuo extrator no parto!

Não, não é nada como um aspirador. O uso do vácuo extrator, procedimento também conhecido como parto assistido a vácuo, é usado para ajudar a mover o bebê através do canal de parto durante o nascimento quando o trabalho de parto da mãe parou.

Trabalho de parto: o que acontece nesse processo?

Embora seja um tanto raro – apenas cerca de 5 em cada 200 bebês nascem com a ajuda de um vácuo extrator – você deve saber que o procedimento é seguro para a mãe e o bebê.

O que é uma extração a vácuo?

A extração a vácuo é um tipo de parto assistido. Durante um parto vaginal que parou de evoluir – por exemplo, o bebê simplesmente não se moveu durante as últimas horas – um médico colocará uma ventosa com uma alça na cabeça do bebê para ajudar a guiá-lo através do canal de parto e para o mundo.

vácuo extrator
Existem alguns tipos de vácuo extrator – instrumento que pode ser usado para facilitar a saída do bebê no parto normal, quando sua descida pelo canal de parto está prejudicada.

Quando e por que se usa um vácuo extrator?

A extração a vácuo é feita durante o segundo estágio do parto – ou seja, o período expulsivo – quando o bebê está muito perto de nascer.

Um parto assistido por vácuo pode ser necessário se o seu trabalho de parto for prolongado e precisar ser acelerado – principalmente se você ou seu bebê estiverem sob risco de complicações de saúde durante o parto.

Indução do parto: como e quando fazer?

Especificamente, o(a) obstetra pode fazer uma extração a vácuo se:

  • Seu bebê está preso no canal do parto – por exemplo, você está empurrando, mas o trabalho de parto não está mais progredindo.
  • Você está muito cansada para empurrar.
  • Você tem um problema de saúde, como um problema cardíaco ou pressão arterial muito alta, os quais podem tornar arriscado continuar pressionando.
  • Se for detectado estado fetal não tranquilizador e o parto precisa ser abreviado.
vácuo extrator
Existem algumas situações no trabalho de parto em que pode ser necessário o uso do vácuo extrator.

 

Como se usa um vácuo extrator?

Antes de fazer uma extração a vácuo, você geralmente receberá uma epidural (se ainda não a fez) ou medicação anestésica para bloquear a dor.

Como é a anestesia no parto normal?

Também existe a chance de que seu médico precise realizar uma episiotomia – uma incisão no tecido entre a vagina e o ânus – para ampliar a abertura vaginal para a colocação do vácuo. Entretanto, é importante saber que a episiotomia não é necessária em todos os casos.

Como evitar laceração no parto

Em seguida, o(a) obstetra executará as seguintes etapas:

  • Entre as contrações, colocará o copo da extração a vácuo na cabeça do bebê.
  • Durante as contrações, usará a bomba de vácuo para criar sucção, o que ajudará a guiar o bebê através do canal do parto e evitará que a cabeça do bebê volte para o canal do parto entre as contrações.
  • Após o parto da cabeça do bebê, removerá o copo e você poderá empurrar o resto do corpo do bebê para fora.
vácuo extrator
O vácuo extrator deve ser usado de forma correta, de forma a garantir a segurança de mãe e bebê.

 

Existem efeitos colaterais ou riscos para o bebê com o uso do vácuo extrator?

Felizmente, é raro um bebê sofrer uma lesão grave durante uma extração a vácuo. Os riscos possíveis, entretanto, incluem:

  • Inchaço no couro cabeludo, que desaparece em alguns dias.
  • Icterícia ou pele com tonalidade amarelada, que pode precisar ser tratada com fototerapia.
  • Distócia de ombro, que ocorre quando o ombro fica preso depois que a cabeça nasceu.
  • Fratura craniana ou sangramento dentro do crânio, o que é raro.

7 mitos sobre o parto normal

Lembre-se também de que não há evidências de que um parto assistido a vácuo bem-sucedido tenha qualquer efeito no desenvolvimento de seu filho.

Plano de parto: fundamental para um parto positivo!

vácuo extrator
O fórceps é outro instrumento que, assim como o vácuo extrator, auxilia no nascimento do bebê nos casos em que ele tem dificuldade de descer pelo canal de parto.

 

Existem efeitos colaterais ou riscos para a mãe com o uso do vácuo extrator?

Se o seu obstetra optar por extração a vácuo, existem alguns riscos possíveis para a mãe (embora a maioria desses efeitos colaterais também possam ocorrer durante um parto vaginal não assistido). Esses incluem:

  • Dor no períneo.
  • Dificuldade de curto prazo para urinar.
  • Incontinência de curto ou longo prazo.
  • Uma episiotomia para aumentar a abertura vaginal e colocar o vácuo na cabeça do seu bebê.

Se a extração a vácuo não for bem-sucedida, o médico pode ter que realizar uma cesariana a seguir.

Portanto, o vácuo extrator é uma ferramenta importante que pode ajudar na condução de um parto normal que não está evoluindo conforme o esperado. O seu uso está associado a alguns riscos, mas é capaz de trazer em segurança seu bebê.

vácuo extrator
O vácuo extrator é um importante instrumento que, se usado corretamente, auxilia na condução do parto normal e no nascimento de um bebê saudável!

 

Texto adaptado de Vacuum Extraction During Delivery – What to expect

Assista à esse e mais vídeos no YouTube da Villa:

Leia mais:

– Como é o parto normal de gêmeos?

– Como lidar com a fadiga e o cansaço durante a gravidez?

– Microbiota intestinal: moda ou nova realidade?

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat