Como tratar ovários policísticos? Saiba TUDO sobre este tema!

SOP-ovário-policístico-duvida

Muito se fala a respeito da Síndrome dos Ovários Policísticos e várias mulheres têm muitas dúvidas quanto a isso. Que tal esclarecer algumas dessas dúvidas? Como tratar ovários policísticos? Tem cura? Muda alguma coisa na hora de tentar engravidar?

Primeiro é preciso entender que no contexto médico esse problema é chamado de “Síndrome dos Ovários Policísticos”ou apenas “SOP”. Isso mostra que essa condição é muito mais do que “ter cistos no ovário”.

Como posso descobrir se tenho Síndrome dos Ovários Policísticos?

Toda vez que um médico diz que uma pessoa tem uma “síndrome”, ele quer dizer que essa pessoa tem vários sinais e sintomas que compõem um determinado problema de saúde.

Portanto, quando se fala em Síndrome dos ovários policísticos, estamos falando de mulheres que podem apresentar:

  • Ovários com múltiplos cistos ao Ultrassom;
  • Sangramento menstrual irregular, ocorrendo geralmente grandes períodos sem menstruação. A mulher chega a ficar vários meses sem menstruar e é difícil prever quando a próxima menstruação virá;
  • Dificuldade para engravidar – a Síndrome dos Ovários Policísticos é uma das principais causas de infertilidade feminina;
  • Obesidade – até 80% das mulheres com SOP são obesas;
  • Excesso de pêlos na face, no peito, no abdome e/ou nas coxas. Essa condição é chamada de Hirsutismo, que é quando a mulher tem uma distribuição de pêlos parecida com a dos homens.
  • Acne (espinhas) grave ou de difícil tratamento e pele oleosa;
  • Manchas escuras nas dobras da pele, chamada de acantose nigricans.

Embora nem sempre todos esses sintomas estejam presentes, é importante perceber que apenas o diagnóstico de “ovário policístico” dado na ultrassonografia não é suficiente para o diagnóstico da Síndrome dos Ovários Policísticos.

Além disso, queixa de dor na pelve raramente ocorre devido aos quadros de SOP.

O que causa a Síndrome dos Ovários Policísticos?

Embora a causa da SOP não seja bem conhecida, ela parece estar relacionada a vários fatores que ocorrem ao mesmo tempo. Esses fatores incluem:

  • Resistência à insulina – Isso significa que a insulina, o hormônio que controla a glicose do sangue, tem dificuldade de fazer seu papel, então os níveis de glicose sobem;
  • Aumento dos níveis de hormônios chamados andrógenos (tipicamente “masculinos”);
  • Ciclo menstrual irregular.

O que o aumento desses  “hormônios masculinos” podem fazer no corpo?

Quando os andrógenos são produzidos em níveis acima do normal, os ovários podem ser impedidos de liberar um óvulo a cada mês. Além disso também podem levar a um crescimento de pêlos indesejados e ao aparecimento de acne, que são comuns em mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos.

Eu só consigo engravidar se eu estiver menstruando regularmente?

Períodos menstruais irregulares podem levar a taxas de fertilidade mais baixas. Isso significa que as mulheres com SOP têm maiores chances de ter dificuldade para engravidar, mas isso não significa que engravidar seja impossível.

Portanto, mulheres que tem SOP e desejam engravidar devem fazer um acompanhamento ginecológico. Já aquelas que não desejam engravidar, devem usar métodos contraceptivos seguros e eficazes para evitar que isso ocorra.

Existem tratamentos para mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos?

Uma variedade de tratamentos está disponível para tratar a SOP. O tratamento deve ser adaptado a cada mulher de acordo com seus sintomas, problemas de saúde e seu desejo de engravidar.

Quando ela não quer engravidar, geralmente se usa pílulas anticoncepcionais. Seu efeito é de regular o ciclo menstrual e reduzir os níveis dos hormônios andrógenos. Assim, ocorre diminuição do hirsutismo, da acne e do risco de câncer de endométrio.

Obesidade e SOP: qual o papel da perda de peso na Síndrome dos Ovários Policísticos?

Para mulheres com sobrepeso e obesidade que apresentam SOP, a perda de peso sozinha pode conseguir regular o ciclo menstrual.  Até mesmo perda de apenas 5 quilos já pode fazer o ciclo voltar a ser regular.

Sabe-se também que a perda de peso melhora os níveis de colesterol e insulina e alivia sintomas como o crescimento excessivo de pêlos e a acne.

Portanto, o ideal é que essas mulheres, além de receberem tratamento medicamentoso, sejam acompanhadas por nutricionistas.

Porque alguns médicos prescrevem medicamento para diabetes para tratar SOP?

Uma dos medicamentos utilizados no tratamento da SOP é a Metformina, que é um remédio tradicionalmente usado para tratar diabetes.

Seu efeito de diminuição da resistência à insulina e regulação dos níveis de glicose podem diminuir os níveis de “hormônios masculinos” e possibilitar a ovulação. Com a ovulação restaurada, os períodos menstruais se tornam mais regulares e previsíveis.

Mas, claro, esse medicamento deve ser indicado pelo seu médico, caso você tenha critérios para utilizá-lo.

Gostaria muito de engravidar, mas tenho SOP. O que pode ser feito para aumentar minhas chances?

A ovulação bem sucedida é o primeiro passo para a gravidez. Para que isso ocorra mais facilmente, o ideal é que você procure um ginecologista.

Para as mulheres com sobrepeso e obesidade, a própria perda de peso pode ser suficiente para atingir esse objetivo.

Quando há maior dificuldade, pode-se fazer uso de medicamentos que provoquem a ovulação.

Além disso, em raros casos, pode-se pensar em cirurgia nos ovários quando outros tratamentos não funcionam. No entanto, os efeitos a longo prazo desses procedimentos não estão bem definidos.

Quais são os riscos para a saúde das mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos?

A SOP afeta todas as áreas do corpo, não apenas o sistema reprodutivo. Com as alterações que ela provoca na glicose do sangue, ela aumenta a chance da pessoa desenvolver Diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

Além disso, mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos têm mais chance de ter uma condição chamada hiperplasia endometrial, que pode predispor ao câncer do endométrio.

Portanto, fazer tratamento para a Síndrome dos Ovários Policísticos é se previnir de vários outros problemas. Isso deve ser feito, preferencialmente, com equipe multidisciplinar, com ajuda de seu ginecologista e de um nutricionista, podendo haver também necessidade de acompanhamento dermatológico.

Fonte: ACOG – Polycystic Ovary Syndrome (PCOS)

Caso queira saber mais sobre este e outros temas, entre em contato conosco e acompanhe nossa página do Instagram.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat