Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)

Síndrome dos Ovários Policísticos

Hoje nós abordaremos um assunto que ainda causa muito espanto e dúvida nas mulheres: a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)!

O que é a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)?

Primeiramente,  é necessário saber que a síndrome dos ovários policísticos (SOP) é um distúrbio endócrino muito comum entre mulheres jovens. Assim, ela caracteriza-se por aumento dos níveis de testosterona no sangue, aumento de pelos e espinhas. Além disso, a SOP causa irregularidade na menstruação e presença de ovários policísticos ao ultrassom. Nesse contexto, a mulher não precisa apresentar todos esses critérios ter o diagnóstico da SOP.  Portanto, o fato é que o diagnóstico da síndrome deve ser realizado por médico ginecologista ou endocrinologista.

Consequências e complicações. 

É válido destacar que mais da metade das pacientes com SOP desenvolvem resistência insulínica e síndrome metabólica. A SOP aumenta o risco de diabetes e doenças cardiovasculares. Além disso, essas mulheres podem ter obesidade, dificuldade para engravidar (infertilidade) e ficarem muito incomodadas com o excesso de pelos e com a pele repleta de espinhas.

Como o médico faz o diagnóstico de Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)?

O médico especialista fará o diagnóstico da síndrome. Você deve escolher um ginecologista ou endocrinologista de confiança. Assim, deve-se levar em conta a história clínica da mulher, no exame físico e exames laboratoriais (sangue e ultrassonografia endovaginal). Portanto, apenas encontrar cistos nos ovários no ultrassom não indica necessariamente que a mulher tenha SOP. Procure sempre ajuda de um médico de sua confiança que seja atualizado!

Seu médico avaliará se os ciclos menstruais são irregulares ou mesmo ausentes, se a ovulação acontece de maneira irregular ou também está ausente, se você possui alterações nas dosagens hormonais no seu sangue, se sua pele é oleosa com acne e espinhas. Além disso, ele avaliará também se você apresenta excesso de pelos ou mesmo queda de cabelos, se você apresenta ovários repletos de pequenos cistos no ultrassom.

É importante que toda paciente com diagnóstico de SOP seja avaliada e faça controle médico periodicamente.

Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)
Conhecer melhor a Síndrome dos Ovários Policísticos é uma forma de combatê-la!

Sobrepeso ou obesidadeQuais são os problemas e riscos frequentes associados à Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)?

  • Excesso de pelos no corpo
  • Acne e espinhas
  • Queda de cabelo
  • Aumento da glicose no sangue (pré-diabetes) e diabetes
  • Pressão alta
  • Anemia causada pelo sangramento vaginal
  • Gorduras elevadas no sangue (colesterol e triglicérides)
  • Doenças do coração
  • Dificuldade para engravidar

As mulheres que têm Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) podem engravidar espontaneamente?

Sim. Nem sempre é necessário tratamento. A mulher pode engravidar espontaneamente. Portanto, as mulheres que possuem esta síndrome e não querem engravidar devem fazer uso de métodos contraceptivos seguros e eficazes.

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) que engravidam apresentam riscos maiores durante a gravidez?

Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)
A gravidez de uma mulher portadora de SOP exige alguns cuidados.

Mulheres com SOP podem apresentar risco mais elevado de pré-eclâmpsia (aumento da pressão arterial durante a gestação), diabetes gestacional, abortamento e perda gestacional tardia. A maior parte destes riscos se relaciona com a obesidade, o excesso de ganho de peso na gestação, os maus hábitos alimentares e o sedentarismo.

Como é o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)?

  • Mudança do Estilo de Vida

    • Deve ser indicada inicialmente e reforçada em todas as consultas: dieta saudável para todas as pacientes; emagrecimento para mulheres com sobrepeso ou obesidade, visando perda de, no mínimo, 5 a 7% do peso; atividade física de moderada intensidade, no mínimo 150 minutos por semana, para todas as pacientes; evitar uso de bebidas alcoólicas; não fumar.
  • Metformina

    • Deve ser considerada para todas as pacientes com intolerância à glicose (pré-diabetes), principalmente naquelas que mantiverem o pré-diabetes apesar da perda de peso ou naquelas em que a perda de peso e/ou mudanças de estilo de vida não foram possíveis. Ademais, considera-se também o uso da metformina em pacientes com resistência à insulina e que não conseguem emagrecer e fazer atividade física.
    • Uso de medicação anti-obesidade e/ou suporte psiquiátrico (psicoterapia e/ou terapia medicamentosa) deve ser avaliado, quando necessário, após 2 a 3 meses de acompanhamento.
  • Infertilidade

    • Modificações de estilo de vida, visando perda de peso em pacientes obesas com SOP e que desejam engravidar deve estar na base do tratamento, faz parte do aconselhamento pré-concepcional. Perda de 5% do peso pode ser clinicamente significativo. Assim, recomenda-se que todas as mulheres façam suplementação de ácido fólico na dose de 0,4 mg/dl e cessação de tabagismo e consumo de álcool. Porém, a indução de ovulação pode ser necessária, pois auxiliará no tratamento da infertilidade. Procure um médico especialista em Reprodução Humana para que ele avalie a necessidade de medicação e a modalidade do tratamento (orientação de coito, inseminação ou até fertilização in vitro).
  • Anticoncepcionais

    • Os anticoncepcionais ou outras medicações específicas podem tratar o excesso de pelos, as espinhas e a irregularidade menstrual. Assim, é muito importante que você sempre consultar um médico antes de iniciar o uso de pílulas anticoncepcionais. Além disso, existem diferentes tipos de pílulas e apenas seu médico saberá avaliar qual pílula você poderá fazer uso e qual seria a mais indicada para você.

 

Sou jovem e tive o diagnóstico de Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), preciso ficar preocupada?

Portanto, como falamos neste artigo, a SOP aumenta o risco de várias doenças como diabetes, obesidade, e doenças do coração. Além disso, pode relacionar-se com infertilidade e abortamento. Mas é claro que você não precisa se desesperar ao receber o diagnóstico de SOP!!! Primeiramente, você deve procurar um médico especialista e se certificar de que o diagnóstico seja mesmo correto (nem todo cisto é SOP, lembra?).

Se você tiver mesmo SOP vamos ao que interessa: o mais importante, sem dúvida nenhuma, é você se manter com o peso corporal normal (Índice de massa corporal- IMC<25) (calcule seu IMC) . Você deve ter uma dieta saudável com variedade de nutrientes, frutas, legumes, folhas, carnes, ovos e com baixa ingestão de carboidratos refinados (arroz, pães, farináceos, macarrão, bolos, doces…) e fazer atividade física regularmente. Então, bora arregaçar as mangas e mudar nosso estilo de vida?

Este texto é uma adaptação do Protocolo do Ambulatório de Hiperandrogenismo e Síndrome dos Ovários Policísticos do Hospital da Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais.

LEIA MAIS:

 

Vídeos recomendados:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat