Sexo na gravidez prejudica o bebê?

sexonagestacao

Apesar de muitas grávidas sentirem aumento do desejo sexual na gravidez, alguns casais acabam evitando fazer sexo na gravidez, por acharem que pode prejudicar o bebê ou trazer algum risco.

Sexo na gravidez prejudica o bebê?

Não. Se o médico não recomendou parar com as relações sexuais, a gestação não será prejudicada por isso.

O bebê pode mexer ou permanecer quieto durante o sexo, porém isso tem mais a ver com hormônios que com a relação sexual em si. Isso acontece porque o ato sexual com penetração acontece com a introdução do pênis na mulher por meio do canal vaginal. Nesse sentido, o sexo ocorre de forma que não atinge o útero, órgão onde o bebê está abrigado.

Sexo na gestação

Entenda como a gravidez pode influenciar a vida a dois

Em quais casos a grávida não pode fazer sexo?

Em casos de complicações durante a gestação, é possível que o médico recomende interromper as relações sexuais.

Alguns exemplos de complicações podem ser:

  • Ameaça de aborto: nesse caso, o sexo na gestação pode estimular contrações e por isso é recomendado evitar relações sexuais e manter-se em repouso.
  • Pressão alta: em alguns casos essa complicação pode envolver riscos de parto prematuro, por isso você deve seguir recomendação médica.
  • Placenta prévia: nesse caso, atividades físicas não são recomendadas, pois podem levar a sangramentos com risco de parto prematuro.
  • O médico pode recomendar o uso de camisinha em alguns casos, já que em algumas mulheres o contato do sêmen com o colo do útero pode estimular contrações.

 

 O sexo na gravidez é seguro até quando?

Se a gravidez não for de risco, o sexo  na gestação está liberado do primeiro ao último trimestre. Sendo assim, se liberado pelo médico, as relações sexuais podem ser mantidas até o 9º mês.

Sexo na gravidez
Sexo na gestação

 

Quais os benefícios de fazer sexo na gravidez?

Se a sua gestação não for de risco, a prática do sexo na gestação pode trazer benefícios como:

  • Aumento da autoestima
  • Controle da ansiedade
  • Melhora do humor
  • Produção de células de defesa
  • Fortalecimento da imunidade
  • Liberação do hormônio do bem estar
  • Fortalecimento da musculatura da vagina (muito importante para o parto)

O que acontece quando ocorre ejaculação dentro da vagina no sexo na gravidez?

O sêmen pode amolecer o colo do útero, favorecendo a sua dilatação. No entanto, o contato da ejaculação com a vagina da gestante não representa problema e essa situação não induz o trabalho de parto.

Porém, para algumas mulheres com complicações ou risco aumentado de trabalho de parto prematuro, alguns médicos recomendam uso de camisinha durante o sexo na gravidez.

 

Sexo na gestação

Quais posições são inseguras no sexo na gravidez?

Depois da permissão médica para o sexo, o casal deve encontrar a posição mais confortável durante a relação. É importante dizer que colocar muito peso ou pressionar com muita força a barriga da mulher não é recomendado.

Outro ponto importante é que a mulher não deve deitar de barriga para cima por muito tempo, pois o peso do ventre faz uma pressão que dificulta a passagem do sangue. Somado a isso, dependendo da intensidade, a força do corpo do parceiro por cima do ventre da mulher pode ser prejudicial.

Vamos comentar algumas posições favoráveis para o sexo na gestação:

  • A mulher por cima – Essa posição é vantajosa por não pressionar o abdômen, além de permitir melhor controle do ritmo da penetração.

 

  • De lado – O casal se deita de lado e o homem fica atrás da mulher, como na posição “conchinha”. Esta é uma posição muito confortável, pois o peso é bem distribuído e a penetração não é tão profunda.
Sexo durante a gestação
Sexo na gravidez

Libido aumenta ou diminui na gravidez?

Depende, a libido da mulher costuma mudar em cada fase da gestação. Isso acontece porque ao longo dos nove meses de gravidez, a mulher passa por várias mudanças físicas e, principalmente, hormonais.

Sendo assim, durante o primeiro trimestre, a gestante costuma se sentir mais ansiosa, sensação que pode vim acompanhada de cansaço, dores, enjoos e mal estar. Por isso, durante essa fase, é comum que o desejo da mulher diminua.

Já no segundo trimestre da gestação, a mulher se sente mais segura, se adaptando ao crescimento do novo ser em seu ventre. Junto a isso, as náuseas costumam diminuir e por isso a libido tende a voltar ao normal, sendo comum que ela se sinta mais confortável para o sexo na gestação.

 

Por fim, no último trimestre, é possível que a gestante se sinta ansiosa pelo nascimento do bebê. Somado a isso, o tamanho da barriga pode ser um fator incômodo para algumas grávidas. Por isso, nesse momento, é normal que a libido torne a diminuir.

No entanto, essas fases nem sempre são padrões e podem ocorrer de forma diferente para cada gestante. Portanto, é importante que cada mulher tenha sua percepção individual e se sinta confortável durante a relação sexual.

 

Queda do desejo no início da gestação

 

Leia mais:

Dor durante a relação sexual: 10 dicas para evitar este problema!

Posições para a grávida dormir: conheça as melhores!

Menstruação e sexo: uma escolha do casal

 

Assista também:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat