Secreções vaginais e a sua saúde: saiba a relação!

Secreções Vaginais- Instituto VillaMil (3)

Ao ir ao banheiro, você já se deparou com um “líquido” de aspecto gosmento ou, até mesmo, parecendo uma “água” grudenta na sua calcinha? Já se perguntou se isso era normal ou ficou preocupada se deveria consultar um profissional para saber se estava tudo bem com você? Aqui, você terá as respostas para esses questionamentos e poderá entender melhor sobre o que são essas secreções vaginais, o que elas representam e qual a relação entre elas e a saúde do seu corpo. 

Não se assuste com as suas secreções vaginais! Elas são completamente normais e saber avaliar se está tudo bem com a sua saúde, a partir delas, é muito importante.

O que são as secreções vaginais?

As secreções vaginais, também chamada de corrimentos vaginais, são fluidos que, quando naturais, são produzidos em uma região da vagina e secretados por ela e possuem um importante papel na saúde feminina, pois ajudam na eliminação de células mortas e bactérias do sistema reprodutor. Dessa forma, todas as mulheres em idade fértil podem ter um corrimento vaginal normal. Esse corrimento é composto pela combinação de células mortas da vagina, bactérias naturais dessa mesma região e secreção de muco. Normalmente, há a secreção do volume de 1 e 4 ml, diariamente, e a sua função é umedecer, lubrificar, manter a vagina limpa e, assim, auxiliar no impedimento do surgimento de infecções.

Desse modo, você deve ficar atenta com as características apresentadas por esses corrimentos, pois eles vão ser muito importantes para indicar se está tudo bem com a sua saúde ou se você pode estar com alguma doença. Caso você identifique alguma anormalidade, procure um ginecologista o mais rápido possível!

E-book: 7 Dicas para um parto dos sonhos

Como identificar se as suas secreções vaginais estão normais?

Para identificar se as secreções vaginais estão normais, uma das dicas mais importantes é notar se você não está tendo sintomas de irritação, como dor, ardência, vermelhidão na vagina e regiões próximas, como a vulva. No entanto, é válido ressaltar que algumas mulheres podem apresentar uma leve irritação na vulva, mesmo quando estão com um corrimento normal

O corrimento vaginal normal geralmente tem os seguintes aspectos: 

  • Ele pode ser grosso, aquoso ou elástico; 
  • A sua cor é branca, leitosa ou transparente; 
  • Possui um cheiro muito suave ou nenhum cheiro.
Em geral, as secreções claras, que não estão associados a outros sintomas, indicam que não há nada grave com os corrimentos e a paciente não precisa de tratamento.

Há alguma relação entre os hormônios e as secreções vaginais?

O corrimento vaginal normal é estimulado pelo estrogênio, que é um hormônio capaz de aumentar a quantidade de secreção produzida em períodos. Logo, o aumento da quantidade desse hormônio afeta diretamente na produção do corrimento. Dessa forma, o aspecto e a quantidade de secreção vaginal podem indicar serem resultados de mudanças normais na quantidade de estrogênio que, geralmente, está alta nas situações a seguir:

  • Durante os ciclos menstruais, alguns dias antes da liberação do óvulo;
  • Na recém-nascida, durante uma semana ou duas após o nascimento, pois ela absorve estrogênio da mãe antes de nascer;
  • Alguns meses antes de a menina ter a primeira menstruação;
  • Durante a gestação;
  • Em mulheres que tomam remédios que contêm estrogênio ou que aumentam a produção dele (por exemplo, alguns medicamentos para fertilidade e as pílulas anticoncepcionais).

Então, caso você esteja passando por um aumento desse hormônio, devido a alguns desses fatores, não se preocupe com o aumento das suas secreções vaginais. Nesses casos, quando há uma quantidade alta do estrogênio, o útero será estimulado a produzir secreções (muco). A partir disso, uma pequena quantidade desse muco talvez seja liberado pela vagina e aí você será capaz de identificá-lo em maior volume, o que é totalmente normal. 

Além disso, é importante que você saiba que, caso você esteja em um período após a menopausa, haverá menos estrogênio no seu corpo e, por isso, as secreções vaginais serão em menor quantidade. Apesar dessa menor concentração, isso representa que está tudo normal com o seu corpo, já que haverá menos hormônio, então não se assuste com isso.

Não se esqueça: devido ao uso de algumas pílulas anticoncepcionais e outros remédios, há o aumento do estrogênio, o que proporciona  um muco/secreção com o aspecto mais espesso.

Como identificar se a sua secreção vaginal NÃO está normal e o que isso pode representar?

As secreções vaginais quando não estão normais podem estar:

  • Com um cheiro forte ou ruim;
  • Mais intensas e mais consistentes do que a habitual;
  • Purulentas;
  • Brancas e “grumosas” (como queijo cottage);
  • Possuindo bolhas;
  • Associadas à dor durante a relação sexual ou dor na parte inferior do abdome;
  • Relacionadas com sangramento vivo (clique aqui para saber diferenciar isso de um sangramento de implantação);
  • Com um aspecto amarelo-esverdeado ou acinzentado.

Endometriose: entenda TUDO sobre este problema!

 

Diante disso, as causas mais comuns dessas alterações são: as vaginites, que são infecções da vagina, provocadas normalmente por bactérias ou fungos (que podem causar, por exemplo, a candidíase vaginal), a alergia a algumas substâncias e/ou à presença de um corpo estranho na vagina. É necessário citar que as secreções vaginais quando não estão normais podem indicar também a possibilidade de que a paciente esteja com uma doença sexualmente transmissível, que é transmitida no ato sexual, como a gonorréia. Por fim,  uma atrofia vaginal, que é  um ressecamento e afinamento da pele da vagina, pode ser a causadora desses corrimentos diferentes dos normais.

Os cuidados com a sua higiene íntima são muito importantes. Logo, saiba sobre como cuidar melhor dela.

 

Fique muito atenta com os “sinais” que as suas secreções vaginais estão lhe apontando, especialmente, quando há a associação com outros sintomas.

 

Como cuidar da higiene íntima feminina

Quando devo consultar um médico?

Fique atenta com todos os “sinais” que as suas  secreções vaginais lhe dão, saber quando o seu corrimento está lhe “dizendo” que está tudo bem com a sua saúde, ou que há algo de errado, é muito importante! Logo, se você estiver apresentando alguma característica que não seja normal, vá ao seu ginecologista o mais rápido possível. A ida ao seu médico promoverá a descoberta do que está causando esses problemas, bem como um tratamento o mais precoce possível. Assim, realizar tratamentos e o acompanhamento adequado para combater a possível causa dessas alterações, irá promover e favorecer a sua saúde e bem-estar.

Se você perceber alguma alteração nas suas secreções vaginais, não deixe de consultar um ginecologista. A sua saúde e bem-estar devem sempre vir em primeiro lugar!

 

Leia mais:

Vídeos recomendados:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat