Pré-natal emocional

Gravidez e Emocional

Pré-natal emocional

Por que se cuidar emocionalmente para a chegada do filho?

gestação, assim como todo período que cerca o nascimento, propicia à mulher um questionamento profundo da sua história, dos seus referenciais primários e revela as suas fragilidades psíquicas e emocionais:

  • A saúde mental perinatal precária, em particular a depressão gestacional e após o parto, está associada à pior qualidade de vida da mãe e do filho.
  • A crise instalada pela parentalidade ainda é pouco reconhecida e valorizada socialmente. Não é fácil transforma-se em uma mãe e em um pai.
  • Muitos aspectos ocultos de nossa psique são revelados e ativados com a chegada dos filhos.
  • Neste sentido, é o momento privilegiado do acompanhamento e apoio profissional para avaliar, cuidar, enfrentar e auxiliar a elaboração saudável dos conflitos que constituem a base da psique humana, ou seja, uma abordagem psicológica adequada à realidade emocional da pessoa.
Pré-natal emocional
Pré-natal emocional
  • Segundo Stern (1997), com o nascimento de um filho, especialmente se for o primeiro, a mãe entra em uma nova e única organização psíquica que chama de constelação da maternidade.
  • Este período importante e temporário determinará uma serie de tendências de ação, sensibilidades, fantasias, medos e desejos, o que exige que os terapeutas adotem uma estrutura de tratamento diferenciado – um outro tipo de aliança terapêutica para o tratamento.
  • Um novo processo de reorganização e fortalecimento da estrutura psíquica dos futuros pais que vise a Promoção da Saúde Mental Perinatal e gere bem-estar emocional.

LEIA MAIS:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat