Como prevenir infecções sexualmente transmissíveis

infecções sexualmente transmissíveis

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) são infecções transmitidas por contato sexual. Até pouco tempo conhecidas como doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), essas infecções são muito comuns e se espalham facilmente. É possível tratar e curar algumas ISTs, mas nem todas. Ao conhecê-las, você pode tomar medidas para proteger sua saúde.

Como as infecções são transmitidas?

Qualquer pessoa que tenha contato sexual com outra pessoa corre o risco de contrair uma IST. Algumas infecções causam sintomas, mas outras não. Uma pessoa com uma DST pode transmiti-la a outras pessoas por meio do contato com a pele, órgãos genitais, boca, reto ou fluidos corporais. Isso inclui o contato por meio de sexo vaginal, sexo anal ou sexo oral. Mesmo se não houver sintomas, a infecção pode afetar sua saúde.

Quais são os sintomas de uma DST?

Os sintomas podem variar de corrimento vaginal e irritação leve a dor intensa. Frequentemente, os sintomas ocorrem apenas se a infecção persistir por um certo tempo. Então, na maioria dos casos, é possível evitar os problemas de saúde com o tratamento precoce.

Quem corre maior risco de contrair DSTs?

As pessoas correm alto risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis se:

  • Tiverem mais de um parceiro sexual
  • Tiverem um parceiro que tem mais de um parceiro sexual
  • Fizerem sexo com alguém que tem uma IST
  • Tiverem um histórico de DSTs
  • Usarem drogas intravenosas (injetadas em uma veia) ou então tiverem um parceiro que usa drogas intravenosas
infecções sexualmente transmissíveis
O uso de preservativo é uma das melhores formas de prevenir infecções sexualmente transmissíveis

Como posso me proteger das DSTs?

Existem muitas maneiras de reduzir o risco de contrair uma DST:

  • Conheça seus parceiros sexuais — Quanto mais parceiros você ou seus parceiros tiverem, maior será o risco de contrair uma DST.
  • Use um preservativo toda vez que você fizer sexo vaginal, oral ou anal.
  • O sexo anal representa um alto risco porque os tecidos do reto se rompem facilmente.
  • Obtenha vacinas – as vacinas estão disponíveis para ajudar a proteger contra a hepatite B e o papilomavírus humano (HPV).

Quais são as infecções sexualmente transmissíveis mais comuns?

As doenças mais comuns são: clamídia, gonorreia, herpes genital, hepatite B, infecção por HPV, sífilis e tricomoníase.

O que devo saber sobre gonorreia e clamídia?

Essas infecções geralmente não apresentam sintomas, mas ainda podem ter efeitos de longo prazo na fertilidade. Quando ocorrem, os sintomas podem aparecer 2 a 21 dias após o contato com uma pessoa infectada. Essas infecções podem ocorrer ao mesmo tempo.

Os sintomas de gonorreia e clamídia podem incluir o seguinte:

  • Descarga da vagina ou pênis
  • Dor ao urinar ou necessidade de ir com mais frequência
  • Dor na pelve ou abdômen
  • Queimação ou coceira na área vaginal
  • Vermelhidão ou inchaço da vulva
  • Sangramento entre os períodos menstruais
  • Dor de garganta com ou sem febre
  • Gânglios linfáticos inchados ou aumentados

O que devo saber sobre o HPV?

O HPV é uma das infecções sexualmente transmissíveis mais comuns no Brasil. Certos tipos de HPV podem causar alterações anormais no colo do útero que podem levar ao câncer. Além disso, o HPV também tem relação com o câncer do ânus, vulva, vagina, pênis, cabeça e pescoço.

A infecção por HPV geralmente não apresenta sintomas. Mas alguns tipos de HPV podem causar verrugas genitais. As verrugas podem aparecer em qualquer parte da área genital.

Às vezes, as verrugas desaparecem por conta própria. Mas se não o fizerem, existem tratamentos disponíveis. Mesmo depois que as verrugas desapareceram, o HPV pode permanecer no corpo por semanas ou anos sem sintomas.

A infecção por HPV pode ser prevenida?

Existe uma vacina que pode reduzir o risco de contrair câncer, pré-câncer e verrugas genitais causadas pela infecção por HPV. Essa vacina é segura e eficaz, mas não protege contra todos os tipos de HPV. Assim, as mulheres devem seguir as diretrizes de rastreamento do câncer cervical, mesmo depois da vacina.

A idade ideal para a vacinação de meninas e meninos contra o HPV é 11 ou 12, mas pode ser administrada a partir dos 9 e até os 26 anos de idade. Se você tiver mais de 26 anos de idade e não recebeu a vacina, então está em risco de uma nova infecção por HPV. 

infecções sexualmente transmissíveis
Existem preservativos masculinos e femininos, é possível adquirir gratuitamente em postos de saúde.

O que devo saber sobre a sífilis?

A bactéria que causa a sífilis entra no corpo por meio de um corte na pele ou pelo contato com a ferida de sífilis de um parceiro. Como essa ferida comumente ocorre na vulva, vagina, ânus ou pênis, a sífilis costuma se espalhar pelo contato sexual. Mas se não for tratada, a sífilis pode causar problemas de saúde a longo prazo.

Os sintomas da sífilis variam por estágio:

Estágio primário – a sífilis aparece pela primeira vez como uma ferida indolor. Esta ferida desaparece sem tratamento em 3 a 6 semanas.

Estágio secundário – se a sífilis não for tratada, o próximo estágio começa quando a ferida está cicatrizando ou várias semanas após o desaparecimento da ferida. Os sintomas neste estágio podem incluir erupção cutânea nas plantas dos pés e nas palmas das mãos, verrugas planas na vulva e sintomas semelhantes aos da gripe.

Infecção latente – em algumas pessoas, a erupção cutânea e outros sintomas podem desaparecer em algumas semanas ou meses, mas a infecção ainda está no corpo. Isso é chamado de infecção latente.

O que devo saber sobre herpes genital?

A infecção por herpes pode causar feridas dolorosas, mas às vezes não há feridas. É possível ter herpes e não saber.

Quando infectado pela primeira vez, uma pessoa com herpes pode apresentar sintomas semelhantes aos da gripe. As feridas podem aparecer como pequenas bolhas cheias de líquido nos genitais, nádegas ou outras áreas. As feridas geralmente estão agrupadas e a área onde as feridas aparecem pode estar inchada e sensível. Quando uma pessoa apresenta sintomas, eles aparecem cerca de 2 a 10 dias após a entrada do vírus no corpo.

E-book 7 dicas para um parto dos sonhos- Instituto Villamil
E-book 7 dicas para um parto dos sonhos- Instituto Villamil

O que devo saber sobre o HIV?

HIV é o vírus que causa a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Uma vez que o HIV está em seu corpo, ele ataca o sistema imunológico. À medida que o sistema imunológico enfraquece, ele é menos capaz de resistir a doenças e infecções. A AIDS é diagnosticada quando uma pessoa com HIV desenvolve doenças que o sistema imunológico normalmente combateria, como pneumonia, certos tipos de câncer e infecções.

Quais são os sintomas da infecção pelo HIV?

Algumas pessoas podem apresentar sintomas semelhantes aos da gripe dentro de 2 a 4 semanas após terem contraído o vírus. Mas outras pessoas podem não se sentir mal até que a infecção seja mais séria. A única maneira de saber se você tem HIV é fazendo o teste.

O que devo saber sobre a tricomoníase?

A tricomoníase é uma infecção causada por um parasita microscópico. Pode ser curado com tratamento. Muitas pessoas não apresentam sintomas de tricomoníase. Quando ocorrem, os sintomas incluem corrimento vaginal e coceira e vermelhidão vaginais.

O que devo saber sobre hepatite?

A hepatite é uma infecção grave do fígado causada por um vírus. Dois tipos de hepatite, B e C, podem ser transmitidos sexualmente. Existe uma vacina para prevenir a infecção com hepatite B. Não existe vacina para prevenir a infecção com hepatite C.

Leia mais:

Vídeos recomendados:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat