Ferro na gravidez: saiba a importância desse nutriente!

ferro na gravidez
Toda mulher sabe que durante a gestação é muito importante se alimentar bem para garantir a nutrição do bebê. O ferro na gravidez é um nutriente essencial para levar a quantidade adequada de oxigênio para o organismo do bebê e da mãe, e uma dieta com pouco ferro pode acabar comprometendo o desenvolvimento fetal. Muitas futuras mães possuem dúvidas sobre a necessidade de suplementação de ferro durante a gestação. Dessa forma, aqui explicaremos TUDO sobre ferro na gravidez, incluindo dicas para uma dieta rica em ferro, sintomas da deficiência desse nutriente e como saber se você precisa de suplementação!

Por que nosso corpo precisa de ferro?

O ferro é um nutriente que está presente principalmente nas células que transportam oxigênio no nosso sangue: as hemácias. Primeiramente, o ferro é essencial para o transporte de oxigênio para as células do nosso corpo. Todas as células do organismo precisam do oxigênio para gerar energia e exercer suas funções. 

Por que o ferro na gestação é importante?

ferro na gravidez
O ferro é necessário para o crescimento adequado do bebê
Durante a gestação, a mãe precisa garantir o fornecimento adequado de ferro não só para ela, mas também para o bebê! Para que o feto em crescimento receba a oxigenação necessária para crescer de forma saudável e adequada dentro do útero, a mãe deve ter um nível adequado de ferro no organismo. Além disso, esse nutriente na gravidez também é extremamente necessário para o correto desenvolvimento do sistema nervoso do feto. Ademais, baixos níveis de ferro durante a gestação, principalmente no segundo trimestre, podem colocar a mãe em risco para anemia.

Qual é a quantidade de ferro que a gestante precisa?

ferro na gravidez
Durante a gravidez, as necessidades de ferro na gestante aumentam muito!
De acordo com o Ministério da Saúde, a gestante precisa de no mínimo 30 miligramas por dia de ferro durante a gestação e até 3 meses depois do parto. Nas gestantes que já apresentam deficiência de ferro, esse valor vai para 60mg por dia. Em contrapartida, a mulher adulta não grávida precisa apenas de 15mg de ferro por dia, ou seja, a metade do valor da gestante! Pelo aumento do valor necessário, podemos perceber a grande importância do ferro na gravidez, não é mesmo?
Alimentação na gravidez: como fazer boas escolhas?

Quais são os melhores alimentos ricos em ferro para a gestante?

Os alimentos ricos em ferro não podem faltar na dieta da gestante! O ferro que encontramos nos alimentos de origem animal possui mais fácil absorção, e é encontrado nas carnes vermelhas, carnes de aves e peixes. O ferro das fontes não animais também são benéficos e ele está em diversas frutas, verduras e legumes.
ferro na gravidez
Alimentos como espinafre, fígado de boi, mariscos e grão de bico são ricos em ferro!
A seguir, confira a lista com alguns alimentos ricos em ferro:
  • Agrião
  • Couve 
  • Feijão
  • Lentilha 
  • Espinafre
  • Mariscos
  • Ervilha 
  • Damasco
  • Tofu 
  • Agrião
  • Frango
  • Fígado de boi
  • Grão de bico
  Inegavelmente, a gestante deve sempre se lembrar de lavar bem as frutas, verduras e vegetais, e de não comer carne crua ou mal passada, para evitar infecções durante a gravidez. Vale lembrar que a ingestão de sucos de frutas cítricas juntamente com os alimentos ricos em ferro vai aumentar a absorção desse minerais! Em contrapartida, enquanto a mulher estiver comendo alimentos ricos em ferro, é importante evitar ingerir alimentos como leite e derivados, café e chá. Pois esses alimentos contém substâncias como fosfatos, taninos e cálcio, que podem diminuir a absorção de ferro.
Obesidade na gravidez

Devo tomar suplementação de ferro na gravidez?

ferro na gravidez
De acordo com o Ministério da Saúde, a suplementação de ferro na gravidez deve começar na vigésima semana de gestação
Durante a gestação, apenas a dieta não vai suprir as necessidades da gravidez! Por isso, toda mulher vai precisar de suplementação de ferro. Quando a mulher descobre que está grávida, o médico já solicita um hemograma, o exame de sangue que vai dar a contagem e as características de suas células do sangue. Assim, veremos se os valores de hemoglobina da gestante indicam que ela vai precisar suplementar ferro desde o ínicio da gestação ou não.  Conforme o Ministério da Saúde, as gestantes que não apresentam valores baixos de hemoglobina devem iniciar a suplementação de ferro na vigésima semana de gestação e continuar suplementando até 3 meses após o parto ou até o final do período de amamentação. Logo, o ferro vai ser administrado na forma de sulfato ferroso para que possa ter adequada absorção no organismo.

Quais são os sintomas da deficiência de ferro?

A deficiência de ferro leva  à anemia, e o hemograma confirma a doença. Além disso, há alguns sintomas clínicos da anemia por deficiência de ferro: as mulheres passam a se sentir mais cansadas e fracas, podem ter tonturas e ficar com pele, lábios e unhas pálidas. Vale ressaltar que a deficiência severa de ferro na gravidez pode ter como consequência um parto prematuro ou um bebê com baixo peso ao nascer.

Leia mais

Veja também

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat