Disfunção da sínfise púbica na gravidez: entenda TUDO!

Postura na gravidez - Instituto Villamil

No fim da gestação, muitas mulheres queixam de desconforto na pelve, conhecido como disfunção da sínfise púbica na gravidez (DSP). Quer entender mais sobre isso? Vamos te explicar!

A DSP é algo muito comum no fim da gestação.
A DSP é algo muito comum no fim da gestação.

É normal grávida sentir dor no púbis?

A cada trimestre de crescimento do bebê, o corpo muda e se adapta para abrigar um ser cada vez maior e mais completo. A gestação é uma experiência única vivida de forma diferente por cada mulher. Nesse sentido, o desenvolvimento de um novo ser no ventre materno exige uma mudança do corpo humano e, por isso, a gravidez é repleta de mudanças físicas e emocionais.

Sendo assim, algumas gestantes queixam de uma dor na região da sínfise púbica, que é normal durante a gravidez, já que a articulação fica mais frouxa devido ao peso do bebê e aos hormônios que relaxam a pelve para facilitar o trabalho de parto.

O que é disfunção da sínfise púbica na gravidez?

A disfunção da sínfise púbica na gravidez pode aparecer a qualquer momento, mas é uma dor comum no fim da gestação. Essa condição ocorre principalmente devido à pressão que o bebê em crescimento faz na pelve.

A cintura pélvica é composta por três ossos: um atrás e dois a frente, que se unem por ligamentos. À medida que a gestação progride, o peso do bebê aumenta, pressionando o útero e a pelve, o que faz com que esses ligamentos fiquem menos apertados.

O púbis pode ser dividido em três partes.
O púbis pode ser dividido em três partes.

Além disso, quando o parto se aproxima, a atividade hormonal tende a relaxar os ligamentos da pelve para que o bebê passe pelo canal de parto sem dificuldades.

Sendo assim, os ligamentos que sustentam os ossos ficam mais afrouxados no fim da gestação, levando à disfunção da sínfise púbica e causando desconforto. No entanto, a dor desaparece no parto ou pouco tempo depois.

Como é a dor da disfunção da sínfise púbica na gravidez?

A dor é localizada tanto na parte anterior quanto na parte posterior do púbis e pode irradiar para a virilha, quadril, costas e coxas. Quanto a duração, a dor pode durar apenas alguns minutos ou ficar por vários dias. Também pode aparecer de repente e intensa ou começar de maneira leve e progredir.

Entretanto, algumas posturas tendem a piorar a dor. Por isso, a gestante deve mudar de posição até encontrar a mais confortável nesse momento. Muitas mulheres também relatam piora no período da noite.

Algumas posturas podem piorar a dor.
Algumas posturas podem piorar a dor.

Quais os sintomas da disfunção da sínfise púbica na gestação?

-Dor no púbis, costas, coxa e virilha;

-Sensação de que a pelve vai sair do lugar;

-Dificuldade de andar;

-Piora da dor aos esforços, como pegar peso, subir escada, fazer movimentos bruscos.

 

instituto villamil ebook parto dos sonhos
Não deixe de ler esse ebook para aprender mais sobre como o parto pode ser incrível.

Como aliviar a dor da disfunção da sínfise púbica na gravidez?

Algumas medidas podem aliviar a dor.
Algumas medidas podem aliviar a dor.

Ainda que seja comum no fim da gestação, algumas medidas podem melhorar o desconforto:

-Cuidar da postura:

Essa é a medida que mais ajuda no alívio das dores. Em pé ou sentada, é preciso que a gestante fique o mais reta possível, com as pernas alinhadas ao quadril.

Colocar um travesseiro entre os joelhos para que eles fiquem alinhados com a pelve para dormir também pode ajudar nas dores.

Além disso, a gestante deve se levantar de forma lenta e cuidadosa e evitar movimentos muito bruscos.

-Evite excesso de peso e exercícios pesados:

Evite pegar peso ou fazer exercícios que sobrecarreguem a pelve.

-Prefira exercícios de baixo impacto:

Ficar sentada ou deitada por muito tempo pode piorar a situação e, por isso, exercícios leves são bastante indicados. Além disso, alongamentos também são úteis para manter a flexibilidade e ajudar na recuperação depois do parto.

-Sapatos e cintas especiais:

Evite o uso de sapatos de salto alto, ficar de pé por muito tempo e cruzar as pernas.

Além disso, pergunte ao seu médico sobre o uso de cintas especiais que reduzam a pressão sobre a pelve.

Tratamentos não medicamentosos para disfunção da sínfise púbica na gravidez:

Por ser uma condição comum da última fase da gestação, é importante evitar remédios e tentar:

  • Compressas quentes ou frias
  • Banho de água morna
  • Fisioterapia
  • Massagem
O banho em água morna pode ajudar a aliviar o desconforto.
O banho em água morna pode ajudar a aliviar o desconforto.

Exercícios de Kegel

Os exercícios de Kegel são importantes durante a gravidez e o pós parto pois ajudam a fortalecer os músculos pélvicos, além de fortalecer as musculaturas da vagina, do esfíncter urinário e do esfíncter anal. Isso faz com que a gestante tenha maior controle sobre o fluxo de urina e de fezes, além de ajudar no trabalho de parto e no fortalecimento da pelve para sustentar o bebê.

Portanto, isso significa que uma mulher com a pelve forte se adapta melhor ao aumento de peso no útero devido ao crescimento do bebê, prevenindo as dores da disfunção pélvica na gestação.

É interessante realizar os exercícios durante cinco minutos e três vezes ao dia:

  • Contraia os músculos à volta da vagina e do anus e mantenha a contração (como se estivesse tentando não urinar);
  • Conte devagar até 5, mantendo a contração firme;
  • Relaxe lentamente os músculos;
  • Repita esta sequência 10 vezes.

Aprenda mais sobre esses exercícios aqui: Exercícios de Kegel: entenda TUDO sobre eles!

 

Assista também:

Leia mais!

Exercícios de Kegel: entenda TUDO sobre eles!

Cesariana: o que ninguém te contou

Parto humanizado: 7 principais mitos

Atividade física na gravidez

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat