Amamentação do bebê prematuro: o que muda?

Amamentação e prematuridade Instituto Villamil - 1

Os incontáveis benefícios do aleitamento materno para um bebê a termo são conhecidos por todos nós. Então, imagine o quanto o aleitamento materno é benéfico para o bebê prematuro.

Um bebê a termo é aquele que nasce no tempo ideal, ou seja, pelo menos 40 semanas de gestação. Já o bebê prematuro é aquele que nasce antes de completar 37 semanas. Quanto mais novo o bebê nasce, menos preparado o organismo dele e o da mãe estão.

Com isso, quando o bebê nasce bem novinho, a mãe pode não estar preparada ainda para produzir leite. Porém, a natureza é tão fantástica que um bebê que nasce com 35 semanas tem necessidades diferentes do bebê que nasce com 29 semanas. Dessa maneira os leites maternos dessas mães também terão composições diferentes, adequadas às necessidades do seu bebê.

Acidentes com crianças: como evitar?

O leite materno da mãe de bebê prematuro nas primeiras quatro semanas após o parto possui composição diferente da mãe do bebê a termo. O leito possui menor teor de proteína, já que o rim do bebê ainda é imaturo e pode não conseguir excretar altas concentrações. Além disso, contém maior concentração de nitrogênio, proteínas com função imunológica, lipídios totais, ácidos graxos de cadeia média, vitaminas A, D e E, cálcio, sódio.

Em algumas situações, quando o bebê nasce muito prematuramente, ele pode apresentar imaturidade do trato gastrointestinal além da falta dos reflexos de sucção e deglutição. Essas características impossibilitam a amamentação no peito em um primeiro momento e geralmente a nutrição acontece através de sonda. Nesse caso o bebê precisa se desenvolver um pouco mais antes de começar a mamar no peito. Contudo, a mãe não deve desistir de amamentar, considerando os vários benefícios desse ato.

Meu bebê prematuro ainda não pode amamentar. O que eu faço?

Amamentação do prematuro Instituto Villamil - 1
O contato físico entre a mãe e o bebê é essencial tanto para a produção do leite quanto para o desenvolvimento adequado do prematuro.

Mesmo o bebê não podendo amamentar naquele momento, é essencial se preparar e se organizar para que ele seja amamentado no futuro. Dessa maneira a mãe precisa de estímulo para continuar ou iniciar a produção do leite.

Esse estímulo é feito através da retirada do leite, ou seja, quanto mais houver sucção ou ordenha, mais leite será produzido. Para realizar a ordenha manual ou com a bombinha elétrica de maneira correta e segura, é preciso buscar orientação profissional. Não tenha vergonha de procurar ajuda! No início parece complicado, mas em pouco tempo você pegará o jeito.

A ordenha deve acontecer com uma frequência aproximada de 3/3 horas, de 6 a 8 vezes por dia. E caso a mãe não possa ver o bebê, é interessante que ela faça a ordenha olhando uma foto ou vídeo do bebê, isso aumenta ainda mais o estímulo para a produção do leite.

Principais dúvidas sobre amamentação

Outro estímulo essencial para a manutenção da produção do leite e para o desenvolvimento do bebê é o contato físico entre mãe e filho. É muito importante que a equipe profissional estimule e incentive esse contato. No início pode ser apenas segurando a mãozinha do bebê que está na incubadora e posteriormente colocando-o no tórax da mãe. Quando o contato físico não é permitido, apenas a voz e a conversa da mãe já contribuem bastante para o desenvolvimento do bebê.

Além disso, é importante frisar que mamadeiras e chupetas não são bem vindas nessa situação. Usar esses utensílios nessa fase pode prejudicar a aceitação do peito posteriormente. Por isso, quando a mãe não estiver presente e o bebê for mamar o recomendado é o método do copinho.

 

O meu leite não é suficiente, e agora?

Amamentação do prematuro Instituto Villamil - 2
A amamentação é de suma importância, principalmente para o bebê prematuro, contudo não pode se tornar um motivo de frustração e estresse para a mãe.

 

Em algumas situações o leite produzido pela mãe não será suficiente devido a prematuridade. Para contornar essa situação podemos utilizar os bancos de leite e/ou as fórmulas desenvolvidas exclusivamente para prematuros.

Os bancos de leite são muito seguros e tem um controle de qualidade bem grande, por isso caso você vá utilizá-los, fique tranquila. Devemos sempre pensar que o aleitamento materno é o ideal, mas se, por algum dos motivos elencados acima, isso não acontecer, existem alternativas que podem amenizar essa falta. A ausência do aleitamento materno, não pode no entanto, se tornar um problema e uma frustração para a mãe. Nesse cenário o apoio familiar e a troca de experiência com outras mães que passaram ou estão passando pela mesma situação, é fundamental.

O leite materno é um importante aliado na proteção dos bebês contra infecções. Para os prematuros, essa função ganha uma importância ainda maior. Por esse motivo, amamentar pode não ser a tarefa mais fácil do mundo, ainda mais tratando-se de um bebê que exige muito mais atenção. Mas sim, é possível amamentar seu bebê que nasceu antes da hora!

Telas na infância: o que é recomendado?

O estado geral de saúde do bebê, seu tamanho e a idade gestacional com que ele nasceu, são fatores decisivos para o sucesso dessa empreitada. Para a maioria desses pequenos, mamar no seio é um aprendizado lento e gradual. Outro ponto de grande relevância nessa situação, é que você mãe, não se culpe caso não esteja pronta para amamentar se seu bebê nascer antes do tempo em um primeiro momento. Trata-se de um processo hormonal que pode demandar algum tempo para acontecer. Isso já é esperado e quanto mais prematuro for o bebê, maior é a chance de você não conseguir produzir leite logo de cara para suprir todas as necessidades dele.

E lembre-se que com paciência, cuidado e uma assistência profissional adequada seu bebê terá uma ótima resposta independente do método de amamentação escolhido.

 

LEIA MAIS:

Bebê conforto: entenda a importância desse item!

Como preparar as mamas para amamentar?

Dentição e amamentação: como conciliar? 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat