5 principais erros nos cuidados do assoalho pélvico

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-8

Onde você busca informação sobre cuidados com o assoalho pélvico ?

Com o advento da internet, o acesso à informação é mais fácil e rápido. Entretanto, somos expostos à falsas ideias que podem nos prejudicar muito mais que ajudar.

Não está sendo incomum a divulgação de cursos on-line de pompoarismo, de tratamento para incontinência urinária, de tratamento para vaginismo …

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica

Com o advento da internet, o acesso à informação é mais fácil e rápido. Entretanto, somos expostos à falsas ideias que podem nos prejudicar muito mais que ajudar. Principalmente quando o assunto é assoalho pélvico.

E-book: 7 Dicas para um parto dos sonhos

E adivinhe? Claro que não são confiáveis, porque, primeiro de tudo: cada músculo tem sua especificidade. Ninguém é igual a ninguém.

 

Se fosse assim, todos tomariam o mesmo medicamento para o coração, o mesmo medicamento psiquiátrico, o mesmo medicamento para controle da diabetes.

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-1

 

Ninguém é igual a ninguém. Nenhum assoalho pélvico é igual ao outro.

 

É necessário passar por uma consulta presencial para avaliação especifica dos músculos e definir quais pontos precisam ser trabalhados. Sabiam que pompoarismo para vaginismo PIORA o quadro?

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-2

É necessário passar por uma consulta presencial para avaliação especifica dos músculos e definir quais pontos precisam ser trabalhados.

instituto villamil projeto doze meses

Pois bem, vamos descobrir, então, os 5 principais erros nos cuidados com o assoalho pélvico?

 

1) Técnica do & quot ; pipi stop & quot para  o assoalho pélvico

Segurar o  xixi enquanto o está fazendo COMO TESTE é legal para sabermos se estamos com a força boa. Mas fazer essa técnica sempre pode confundir sua musculatura e ela entender que toda vez que for urinar, precisa contrair. Resultado? Você pode começar a reter urina e desenvolver infecções urinárias!

 

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-3

Resultado? Você pode começar a reter urina e desenvolver infecções urinárias!

2) Manter uma constipação intestinal (intestino preso)

Alteração na posição para fazer cocô, esforço evacuatório, baixa hidratação, sedentarismo e alimentação desfavorável levam a uma dificuldade para evacuar e fezes retidas influenciam negativamente no humor, pele, cabelos, unhas e bem estar no geral.

 

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-6

3) Pompoarismo para vaginismo não pode ser feito!!!

O pompoarismo é uma técnica milenar chinesa que engloba contrações dos músculos do assoalho pélvico para maior autonomia e melhor desempenho no sexo. A mulher com vaginismo tem esses músculos tão tensos que em muitas vezes impede a penetração. O pompoarismo prega controle muscular e contrações. A mulher vagínica precisa de controle muscular e RELAXAMENTO! O oposto do que normalmente temos acesso às informações do pompoarismo na internet.

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-4

A mulher vagínica precisa de controle muscular e RELAXAMENTO! O oposto do que normalmente temos acesso às informações do pompoarismo na internet.

 

4) Acreditar que se não há sintomas, você não deve saber como estão seus músculos do assoalho pélvico

Anualmente você não faz um check up médico? Mesmo sem sentir nada, você faz uma bateria de exames para saber se está tudo bem. Se algo for detectado precocemente, maiores as chances de cura. Ou seja, uma vez por ano, mesmo que não esteja sentindo nada, consulte-se com um fisioterapeuta pélvico para garantir sua saúde pélvica!

instituto-villamil-fisioterapia-pelvica-5

5) Baixa adesão aos exercícios para os músculos do assoalho pélvico

Esses músculos precisam de treinamento constante assim como os músculos das pernas, dos braços e do abdômen. Se não malhamos esses músculos, ficamos fracos e flácidos, certo? O mesmo acontece com o assoalho pélvico! A adesão é a chave do sucesso!

 

Assustou um pouco? Isso é bom!

Precisamos ter muito cuidado com o que fazemos, principalmente se tratando de questões de saúde. Não perca tempo e vá consultar para saber como está sua musculatura pélvica. Você vai amar ter contato com esses músculos!

Leia Mais: 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat